Textos

MERGULHO

Sharik Letak

Há sempre alguma loucura no amor. Mas há sempre um pouco de razão na loucura.”(Friedrich Nietzsche)


Um mar azul, mergulho ousado,
No fundo da retina uma sereia.
Eu, um nauta descuidado
Com sangue fervilhando em minhas veias,

O riso, o doce encanto, um beijo dado,
Os sonhos mil que um beijo semeia.
A ferro e fogo um coração marcado,
Um inseto debatendo-se na teia!

Um salto, e num minuto
Um sábio se julgando astuto,
Criança a escorregar num corrimão…

No fundo de uma alma, num reduto
Aprisionado por destino bruto
Um pobre e indefeso coração!

São Paulo (SP), 03 de fevereiro de 2019, às 10:36 hs


 
Sharik Letak
Enviado por Sharik Letak em 03/02/2019


Comentários