Textos

CASCATAS DE SAUDADE
(Para alguém especial: Aquela bela passageira, grato por cutucar minha veia poética)
Sharik Letak
A saudade é o que faz as coisas pararem no Tempo” (Mario Quintana)

Vou guardar no peito esta lembrança
Ao som de sua voz que ainda escuto,
Levando em minha alma a esperança
E o sonho de um poeta tosco e bruto
Rasgado em seu peito pouco astuto.
Inda que a razão rejeite o fato,
Assina o coração este contrato!

Caiam águas da saudade em cachoeira!
Romperam-se as águas represadas.
Invadam a minh’alma tão solteira
Sem pejo de achar-se enamorada!
Tremam as flores ali na ribanceira
Indagando sobre a causa inusitada,
Nem suspeitam que minh’alma está faceira
Ao achar-se de saudade lambuzada!

Meus olhos já marejam, mas aguento.
Aceito o inevitável sentimento,
Risca-se o papel com gota quente,
Traçando o final tão esperado!
Inda há tempo de fugir mas sou sugado
Neste aguaceiro que mergulho descuidado
Sem medo de afogar no rio ardente!

São Paulo (SP), 01 de fevereiro de 2019, às 17:35
 
Sharik Letak
Enviado por Sharik Letak em 01/02/2019


Comentários