Textos

Perdido no Mar
(No Bar TIO ZÉ, por causa de uns olhos azuis esverdeados)
Sharik Letak

Que corra livre o louco pensamento,
Atrás do sonho livre e sempre ousado,
Como águia a dançar em meio ao vento,
De olho numa presa no relvado.

Nem sei se caça sou ou sou caçado,
Se estou sendo inventado ou se invento
O ser que eu quisera ver criado
Pra ser protagonista do evento!

O meu olhar te achou? Achaste o meu?
Minh’alma te achou ou se perdeu
No teu olhar de mar encapelado?

Sou nauta que no mar sobreviveu,
Ou nauta que a sereia perverteu
Sabendo estar o nauta enamorado?

Manhuaçu (MG), 4 de janeiro de 2019, às 23:10 hs
Sharik Letak
Enviado por Sharik Letak em 05/01/2019
Alterado em 05/01/2019


Comentários