Textos

Se eu fosse Deus
Deus não é bom nem mau. Ele é neutro e imparcial. Não toma partido. Nos criou para vivermos com liberdade para criar e solucionar problemas. Nós somos os únicos responsáveis, por feitura ou omissão, por tudo o que nos cerca. Nós criamos o bem e o mal. A existência de ambos só se explica ante a divina lei de sua não interferência nos assuntos humanos. Ele nos criou para sermos deuses de nós mesmos”.(Sharik Letak).
Eu disse: Sois deuses” (João 10.34: Salmo 82-6).

Sharik Letak

Se eu fosse Deus
O mundo seria belo
Mas misturado com feio.
Haveria gente boa,
Haveria gente má,
Gente que salva vidas,
Gente para matar.
Haveria gente forte,
Haveria gente fraca,
Gente que inventa o garfo
Gente que inventa a faca.
Haveria muitos crentes,
Haveria alguns ateus.
Haveria os árabes,
Haveria os judeus.
Haveria assassinos
Que matam até meninos,
Os infratores granfinos,
Outros nem tanto assim,
E repito:
Haveria gente boa
E, também, gente ruim.
Haveria terremotos,
Haveria o furacão,
Haveria maremotos
E haveria o tufão.
Haveria deputados,
Haveria senadores,
Sendo mirrados os honestos
E muitos os corruptores.
Eu criaria um jeitinho
De o povo falar comigo
Tendo a doce ilusão
De que ele seria ouvido.
Eu criaria um ópio,
Chamado Religião
Com todo tipo de crente
Pregando com muita unção:
“Só a minha é verdadeira,
A a tua é falsa, Oh! Cão!”.
Inventaria o pecado
Pro pecador se confessar,
E o justo emprumado
A se mesmo se enganar,
E dizer: “Nunca pequei”,
E, assim, também pecar.
Padres, pastores, rabinos
E outros com tal função,
Teriam grande poder,
Com o pecado na mão.
Distorceriam suas “bíblias”
Pra mais pecados criarem
E as “ovelhas do seu pasto”
Facilmente controlarem:
“Traga seu dízimo, irmão,
E a oferta do altar,
Que é pra Deus te perdoar!
Põe o 'dindin' cá na salva,
Para uma alma salvar!”.
Haveria guerras santas,
Haveria inquisição,
Haveria as cruzadas
Gente morrendo aos montões,
Tudo em nome do meu Nome
Sem culpa ou contestação.
Mas só pra contrariar
E tudo ficar completo,
Eu criaria um verbo,
Transitivo direto:
O bom verbo CONTESTAR!
Haveria as doenças
Pra tudo dificultar
E junto com elas, médicos,
Pra seu dinheiro ganharem,
E por pura exceção,
Algumas delas curarem,
E outras inda sem curas,
Para que as criaturas,
Querendo se consolar,
Acreditassem em milagres
Pra não se desesperarem.
Haveria a negra noite,
Haveria claro dia,
Para o trabalho estafante
E também para a folia.
Haveria o arrebol
Ao nascer ou pôr do sol.
Haveria os esportes
Entre eles, futebol
Com marmanjos bem sarados
Transidos e bem suados
Correndo atrás de uma bola
Como ratos num paiol!
Haveria muita guerra
E um pouquinho de paz.
Se eu fosse Deus,
Tudo isso eu faria,
Pois é isto que Deus faz.
Vão me chamar de Ateu,
Mas se eu não fizesse assim,
Então não seria Deus.
O que escrito ficou
É que um deus é o que sou
E que um deus é o que és.
Tire dos olhos teu véu,
Pare de olhar para o céu,
Finque os teus pés em teu chão!
O bem e o mal, meu irmão,
Ou por cabeça ou por mão,
É fruto de tua ação!
Tome cuidado, então:
Não culpe Deus, culpe não!

Manhuaçu(MG), 23 de junho de 2016, 14:35 hs.
 
Sharik Letak
Enviado por Sharik Letak em 23/06/2016
Alterado em 24/06/2016


Comentários