Textos


 

ACRÓSTICO PARA MAMÃE


Muitas musas passaram por minha vida. A imensa maioria, amada em silêncio, e à revelia da musa inspiradora, deste meu poema “Garota e Pipoca”, quando frequentava o Curso Técnico de Contabilidade, em Manhuaçu(MG), mas minha mãe é minha musa maior – amor fiel, constante, desinteressado, e incondicional!

É para ela o acróstico abaixo:


Belas são suas cãs, fios de prata,

Estranho criptograma que retrata,

Lutas de mil noites mal dormidas.

Ah! vejo ali as minhas meninices,

Rudes sinais de minhas peraltices,

Meus próprios erros, ou minhas feridas.

Invoco, então, perdão a Deus e a ela,

Na prece peço a Deus que cuide dela

A paz lhe dando e uma longa vida!


Pétalas de rosas, seus carinhos,

Ornaram e aplainaram meus caminhos,

Lançado bálsamo em minhas feridas.

Inalo, ainda, o odor das rosas.

Cantigas de ninar, e paz venturosa,

Ao toque de sua voz enternecida.

Rompe-me o pranto, me bate a saudade,

Pingam lembranças da felicidade,

Auridas junto ati, mamãe querida!


Guie-te Deus a Cristo, o Salvador.

O ser que a si se deu, por puro amor,

Morrendo para a nossa salvação.

Então, as tuas obras, teu labor

Ser-te-ão no céu, coroa e galardão!


São Paulo, 3 de setembro de 2001.

Sharik Letak
Enviado por Sharik Letak em 30/03/2009
Alterado em 30/03/2009


Comentários